Semana Nacional de Trânsito

A Semana Nacional de Trânsito acontece anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, com o objetivo de conscientizar motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas e pedestres sobre a importância de se obedecer às leis, respeitar o espaço do próximo e do veículo maior sempre proteger o menor, que todos se unam em prol de garantir a segurança no trânsito.

O tema deste ano é “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

No Brasil a oitava maior causa de morte são os acidentes de trânsito, onde a grande parte são causados por desrespeito à legislação vigente. Por este motivo as leis de trânsito são extremamente importantes para tentar diminuir o número de acidentes e imprudências.

Confira as normas de trânsito mais importantes:

– Utilização do cinto de segurança: dirigir sem o dispositivo, tanto do condutor como dos passageiros, ocasiona multa grave. Regulamentado pelo artigo 167 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro);

– Não prestar socorro: deixar de atender às vítimas de acidente ocasionado pelo condutor é infração grave, segundo regulamenta o artigo 177 do CTB;

– Dirigir sem habilitação: conduzir o veículo sem ter habilitação, sem portar o documento físico ou digital, ter a CNH cassada ou a habilitação vencida é multa gravíssima. As medidas são regulamentadas pelos incisos I, II, III e V do artigo 162 do CTB;

– Desrespeito ao limite de velocidade: ultrapassar a máxima permitida na via também é multa grave. A medida é regulada pelo inciso II do artigo 218 do CTB;

– Dirigir sem óculos e outros auxílios: se você precisa de óculos, próteses, aparelhos auditivos e outros para poder dirigir, é preciso trafegar sempre com eles. Além do risco que a falta deles pode trazer para a condução, isso também pode gerar multa gravíssima, conforme regulamentado no inciso VI do artigo 162;

– Dirigir sob influência de álcool: conduzir o veículo alcoolizado é uma das maiores imprudências que o motorista pode cometer. O condutor não precisa estar necessariamente embriagado para sofrer as consequências, basta que seja constatada a presença de álcool em seu organismo. Além de multa, ele pode ficar sem permissão para dirigir por pelo menos 12 meses, segundo versam os artigos 165 e 164-A do CTB;

– Transportar crianças sem cadeirinha: levar os pequenos sem observar as medidas de segurança vigentes também ocasiona multa gravíssima. Apesar do recente debate sobre o uso ou não da cadeirinha, nada mudou na legislação e sua utilização continua obrigatória segundo o artigo 168 do CTB.

Além da leis existem regras básicas de segurança no trânsito, confira:

– Cuidar do veículo: Fazer manutenção regularmente evita problemas mecânicos, que podem causar colisões e panes.

– Respeitar a sinalização: Todas as placas e sinais colocados nas vias tem a função de evitar desentendimentos e situações perigosas.

– Não use o celular: Estudos comprovam que o uso do celular enquanto dirige é tão perigoso quanto dirigir embriagado. E o código de trânsito classifica o uso do celular como infração gravíssima. Se precisar, estacione e desligue o veículo, para poder usar smartphone tranquilamente.

– Manter a distância: Dá mais tempo para a reação diante de uma situação de risco e maior espaço para manobras.

– Sinalize corretamente: O uso da seta faz com que os outros motoristas prevejam suas ações, evitando acidentes.

– Uso de capacete e outros acessórios para motociclistas: O uso do capacete é uma obrigatoriedade do ponto de vista legal, motociclistas e caroneiros sem capacete podem receber multas. Não fazer o uso deixa vulnerável a região craniana, o rosto e o maxilar em caso de queda. Além disso, é importante usar calças e jaquetas resistentes, calçados reforçados e luvas, preferencialmente de couro.

– Manter-se visível: Principalmente motociclistas que possuem extrema vulnerabilidade, é importante evitar os pontos cegos dos carros e deixar os faróis ligados durante o dia e à noite. Para isso, o indicado é usar roupas claras ou chamativas para ser visto até pelos motoristas mais distraídos.

– Chuvas e tempestades: As dificuldades aumentam com o tempo ruim, pois ao frear com as ruas molhadas, a probabilidade de derrapagem é enorme. É recomendado, nesses casos, andar em uma velocidade razoável para que não seja necessária a frenagem e para que haja uma diminuição gradativa da aceleração.

– Veículos maiores cuidam dos menores e também dos pedestres: Quanto maior for o veículo, maior será o tamanho da responsabilidade, pois em caso de acidente os menores serão muito mais atingidos.

 

Algumas dicas para pedestres:

– Caminhe de frente para o tráfego: Se não houver calçada o melhor a fazer é andar em sentido contrário ao tráfego. Isso lhe dá a melhor chance de ver os veículos se aproximando e evitar que se envolva em um acidente.

– Atravesse com segurança: Olhe para os dois lados antes de atravessar qualquer rua. Em cruzamentos com sinaleiras, o correto é atravessar somente quando você tem a luz verde para cruzamento de pedestres.

– Seja visível: Use cores brilhantes ao caminhar durante o dia e à noite, use roupas claras ou roupas reflexivas.

– Mantenha o volume dos fones de ouvido baixo: É importante que você consiga ouvir buzinas e avisos de caminhantes e motoristas.

– Evite usar o celular: Pode distrair você do que está acontecendo em sua volta, além dos perigos no trafego você se torna alvo fácil para criminosos.

– Passeie com cães com a coleira encurtada: É muito perigoso cães correndo para o tráfego ou entrando em uma luta com outros cães, seja em uma coleira ou fora dela.

Para os Ciclistas:

– Use sempre capacete de proteção.

– Coloque um farol na bicicleta para quando for pedalar à noite.

– Pedale sempre em linha reta.

– Não fixe o olhar em um único ponto: Mantenha a visão do conjunto do trânsito.

– Sempre sinalize com o braço direito as direções que for tomar, principalmente em cruzamentos e esquinas.

– Use roupas claras ou chamativas, principalmente quando for pedalar a noite.

– Não permanecer espremido entre dois veículos, principalmente entre ônibus e caminhões.

– Tome cuidado com a abertura das portas dos carros estacionados.

– Evite pedalar junto ao meio-fio: Há o risco de colisões e quedas.

– Não pedale escutando música com fone de ouvido: A audição isolada diminui a percepção do trânsito, principalmente a aproximação de ônibus e caminhões, podendo causar acidentes.

 

Um trânsito mais seguro é responsabilidade de todos, e seguindo essas dicas a taxa de acidentes irão diminuir, com todos fazendo sua parte conquistamos um mundo melhor!

 

Recommended Posts